Eu não caibo mais nas roupas que eu cabia!!

Mais uma vez a letra de uma música cai bem com um artigo meu! Eu definitivamente não caibo mais nas roupas que eu cabia! Mas, EU VOU ME ADAPTAR!

A consultora de imagem engravidou, e agora? E agora ela tem problemas que nunca teve e vai compartilhar com vocês a saga de se vestir com um corpo “que não é o seu”. A descoberta da gravidez vem com algumas surpresas físicas, no meu caso, nenhuma. Não fosse a ecografia provando que há um baby crescendo dentro de mim, eu não teria pista alguma até poucas semanas atrás quando algumas roupas começaram a apertar.

O mais difícil não é a moda, em geral as pessoas sabem as regras do que cai bem em um corpo “grávido”. O mais difícil é a adaptação com este novo corpo, é aceitar que a cintura já não existe mais e que o seu Estilo tem que mudar no vestir, mesmo que não tenha mudado na personalidade. Isto é um processo, e até neste ponto a natureza á sábia, lhe dando tempo para adaptar, mudando o corpo pouco a pouco.

Estou com 4,5 meses, ou como preferem os médicos, 18 semanas, sigo usando as minhas mesmas roupas de antes, apenas tenho uma seleção muito menor de opções. Tenho sorte de que é verão aqui no hemisfério norte, então shortinhos e vestidinhos seguem uma ótima opção. Porém, todos os modelitos que eu sempre adorei por que marcavam bem minha cintura já estão abandonados há algum tempo no armário.

Vamos então às minhas soluções! Por ser verão, não precisei pensar em usar calças ou jeans e os vestidos soltinhos ainda são minha maior aposta. Logo que o peito aumentou era extremamente necessário suporte para os seios e por conta disto a escolha tinha que ser por vestidos com alças mais largas. O comprimento não importava muito, pois a barriguinha seguia super discrete e mesmo em vestidos mais justos, não marcava nada. Porém, o desconforto de algo muito justo, como uma saia na cintura já passou a ser inviável.

Sugestão? Abuse de vestidinhos!

    alca larga longo vestido alca larga

Como disse, aqui é verão, então é possível usar shortinhos. No meu caso, como alguns dos meus modelos favoritos eram “boyfriend”, portanto mais larguinhos, mas logo eles já não fechavam. Alguns foram dispensados, outros, de tecido mais leve puderam ser adaptados com uma faixa como cinto cobrindo o botão que, discretamente, já não fechava.

Esta alternativa requer muita atenção e cuidado, pois facilmente o fecho abre e pode mostrar mais do que deveria. Tenha certeza de apenas usar esta “técnica” enquanto a barriga for realmente mínima e principalmente quando houver o Segundo botão interno. O Segundo botão permite que você feche o botão principal na cásea (alguns chamam de casa mesmo) secundária e oferece uma certa folga e garantia de não abrir e lhe causar desconforto ainda maior!shortinho com blusa foffa

Para garantir que estes shortinhos realmente não mostrassem a adaptação que fiz por uma ou duas semanas, camisetas mais longas foram a melhor opção. Nada de baby look ou regatinhas justinhas que começam a subir na barriga. Se a ideia é manter a elegância, não podemos dar margem! As blusinhas mais soltinhas são a melhor opção no caso de usarmos um shortinho ou mesmo, em climas já mais fresquinhos, calças no segundo botão. Elas equilibram o visual e disfarçam o fechamento da cintura.

 oops, esta sou eu!!!

vestidinho

Com o passar do tempo os shortinhos já não são mais uma opção. Agora conto com poucos vestidinhos que não apertam e em breve vou inaugurar as primeiras compras de roupinhas de grávida. Pelo menos por aqui consegui encontrar algumas peças bem charmosinhas. Mas isto é papo para outro post!

O vestidinho da esquerda é da Zara e recebeu uma faixinha, que antes não era necessária, para não criar um visual balãozinho com o volume da barriguinha que começa a aparecer.

Música do artigo de hoje: Não Vou me Adaptar, por Nando Reis

Música do artigo sobre cores: Eu vejo flores em você, por Ira!

by

assinatura 2

Personal Shopping? Não, Smart Shopping!

clocksFazer compras pode ocupar várias horas da sua agenda, ser cansativo e para algumas pessoas ser uma dor de cabeça sem fim. Você é uma destas pessoas? Você acha que fazer compras acertadas é uma tarefa complicada e mesmo irritante? Você cansa só de pensar na “muvuca” das lojas e no agito dos shopping centers? Seja você mulher ou homem, isto pode fazer diferença na sua vida. man hate shopping  Você já parou para pensar se fazer compras com um profissional da área não seria a grande solução para seus problemas? Um profissional de Consultoria de Imagem, que lhe conheça bem e saiba seus objetivos pode fazer suas compras para você, with or without you (com ou sem você).  A trilha sonora do U2 é opcional. Todo o peso do trabalho sairá dos seus ombros e você ficará livre para aproveitar um Happy Hour com os amigos! Mas então, o que muda quando você contrata uma Consultora de Imagem para lhe ajudar com suas compras? Para início de conversa, o “pré compras”! Quando a Consultora de Imagem vai às compras para (ou mesmo com você) muito (ou todo) trabalho de pernas que você fará será na academia. Antes da sua sessão de compras sua consultora vai às lojas e faz a pesquisa por você. Ela descobre os melhores lugares para ir com você e pode até mesmo já deixar tudo previamente separado para sua ida à loja. Dependendo do perfil do cliente e de suas necessidades parte do trabalho é feito online. Porém, mais frequentemente é feito direto nas lojas, afinal os modelos até podem ser vistos pelos sites, mas o caimento e a cor real só podem ser verificados pessoalmente pois pedem muita atenção. A maior diferença está no conhecimento sobre você! Tudo o que descobrimos sobre linhas, cores, estilo e caimento na sua consultoria inicial é aplicado para escolha do que lhe cai bem. Você não tem com o que se preocupar e apenas a parte divertida das compras entra na sua agenda. Agora, se você adora fazer compras e quer aprender mais sobre seu caimento, cores e estilo pessoal, ir às compras com sua Consultora de Imagem é o que faz toda a diferença. Sim, ainda assim haverá a sessão de pré compras. Afinal de contas, seu tempo na loja tem que ser eficaz, apenas sobre você suas preferências, bem estar e sucesso! É bem possível que, dependendo da política da loja e disponibilidade de tempo, sua consultora já reserve algumas peças para você ter seu tempo ainda mais otimizado. Se você valoriza seu tempo e seu estilo, ter uma consultora de imagem é uma grande pedida. Agora imagine isto tudo em NYC? Ahhh Este é o grande diferencial que seu guarda roupas e seu sucesso estão aguardando. Veja os serviços acima e entre em contato! by assinatura 2

Está em oferta!! Será que vale mesmo?

Muitas vezes – na maioria das vezes até – não planejamos nossas compras de roupas ou acessórios. Ela simplesmente acontece! É como se as oportunidades se materializssem na nossa frente apenas para nos testar. Acho que as mulheeres possuem um chip microscópico configurado para farejar liquidação à qualquer distância, principalmente quando o orçamento está apertado. E quando chegamos na metade final de uma estação então…. Ai ai!! É liquidação de todos os tipos em todos os lugares!  Se por acaso o seu chip não estiver funcionando bem, aqui vai uma mãozinha!

(Clique para saber as sample sales em NYC esta semana!)

sale Entretanto, se seu radar de liquidações está perfeitamente ajustado, você já deve ter encontrado algumas barbadas esta semana. Tendo você já feito sua descoberta semanal, é sempre importante saber se na verdade este precinho camarada é uma boa compra. Como podemos sabe risso? Matemática pura e simples!

Se você, como eu, não é um às da matemática, mas é uma consumidora inteligente, você também se preocupa com o dano que satisfazer seu prazer de compras pode causar no seu orçamento. Vamos usar um vestido como exemplo. Imagine que você encontrou um vestido lindo na cor amarela. Ele custava R$ 345.00 no começo do inverno e agora esta por apenas R$ 170,00 (mais de 50% de desconto) e você se joga e compra o vestidovictoria beckahm mustard dress!

Vamos dar uma olhadinha no seu estilo de vida:

1. Você é enfermeira e passa a maior parte do dia no hospital em seu uniforme.

2. Você vai à academia 3 dias por semana e estuda italiano duas noites.

3. Você é solteira.

4. Você sai para dançar com suas amigas todos os sábados.

5. Você fez sua consultoria de imagem  e aprendeu que o amarelo é uma cor que cai bem para seu tom de pele e que linhas retas evidenciam suas características favoritas e combinam com sua personalidade de moda. O comprimento está adequado com suas proporções e o modelo do vestido disfarça o que você não gosta tanto no seu corpo. *Sortuda!*

Agora que já sabemos todo o cenário a pergunta é; quanto você pagaria para usar este vestido apenas uma vez? R$ 15,00? R$ 10,00? Quem sabe mais ou menos? Pense em um valor razoável, não deixe sua emoção tomar conta, é hora de usar a razão!

Combinado, R$ 15,00! Quantas vezes você usará este vestido em uma semana? Quantos dias no mês? Quantos meses no ano? Qual o total previsto de uso por ano? Este vestido poderá ser usado no ano que vem tamb’ém? Este amarelo é uma cor que seguirá sendo usada? Você amouuuuu o vestido? A qualidade do vestido é boa? Ele vai resistir à lavagem e ao tipo de manutenção que você dá às suas roupas?

Após calcular direitinho, você entendeu que poderá usar o vestido 4 vezes este ano, e possivelmente mais 4 no ano que vem (algo como uma vez por mês fresquinho). O preço dividido por 8 é R$ 11,33 e você havia decidido que pagaria até R$ 15,00 para usá-lo apenas uma vez na vida?!?! Wow! O vestido é seu, guria! Vá lá e compre, já!

Mas, sempre seja fiel à sua consultoria de imagem. Um achado é apenas um bom achado se ele deixar seu corpo, rosto, coloração e conta corrente lindos e saudáveis!

Faça compras espertas!

By

assinatura 2

* Situação imaginária!